Frutas Sabará, Minas Gerais

Esta página disponibiliza informações sobre as diversas utilizados do caju, a utilização do caju na construção civil, o LCC (Líquido da Castanha de Caju) e uma lista de empresas e profissionais especializados no assunto na cidade de Sabará. Encontre abaixo empresas e profissionais da região de Sabará que oferecem diversos produtos e serviços relacionados e ainda esclareça suas dúvidas sobre as propriedades do LCC e a ideia de transformar resíduos de biomassa em material de construção.

Assacabrasa
(31) 3335-6044
r Rio de Janeiro, 2107, Lourdes
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Aroma e Sabor
(31) 3261-6364
r Alagoas, 864 lj 2, Funcionários
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Anos 50 Hamburguer's
(31) 3481-8354
r São Joaqim, 646, Sagrada Família
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Ao Forno
(31) 3223-1066
r Professor Estevão Pinto, 632, Serra
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Arte do Crepe
(31) 3293-6446
av Raja Gabaglia, 3200, São Bento
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Aspargus Self-service
(31) 3334-0237
r André Cavalcanti, 602, Gutierrez
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Assador Porteño
(31) 3371-3998
av André Cavalcanti, 727, Gutierrez
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Aurora Café
(31) 3241-6613
r Domingos Vieira, 356, Santa Efigênia
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Arrumadino Restaurante e Barzinho
(31) 3486-0589
r Pitts, 4 Lj 1, União
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Armazém dos Sabores
(31) 3498-5402
r Antônio Marmo Ferreira, 246, Santa Terezinha
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Caju: 1001 utilidades

Além de um suco muito saboroso e refrescante, farinha da castanha para por no sorvete, além da própria castanha para se comer, o caju pode ser utilizado na construção civil.

O quê? Construção civil?

Sim.. utilizando o LCC. O  Líquido de Castanha de Caju , um subproduto da indústria de castanha de caju, disponível e barato em estados como Ceará e Piauí, de onde sai quase 80% da produção brasileira. O líquido é, na verdade, um óleo que recobre o fruto do cajueiro ( Anacardium occidentale ), lembrando que o fruto é a castanha, enquanto aquela parte suculenta entre o amarelo e o vermelho a que chamamos de caju é apenas um pedúnculo.

Extremamente corrosivo quando cru, o óleo contém ácido anacárdico, cardanol e diversas outras substâncias de interesse. Dependendo da forma como é extraído, permite a polimerização, ou seja, pode passar por uma reação química que transforma as moléculas, combinando-as como macromoléculas. Em outras palavras, fica tudo quimicamente colado, conferindo resistência extra aos produtos.

Além do LCC, buchas de coco; caminhões e caminhões de aparas de papel; toneladas de cascas de arroz e serragem à vontade vira material de construção de qualidade, com alta resistência!


A ideia de transformar resíduos de biomassa em material de construção não é nenhuma novidade, mas as misturas destes resíduos agrícolas e industriais com o LCC, sim. Tanto que já foi requerida patente junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

Como vemo...

Clique aqui para ler este artigo em Um Novo Mundo