Consultores de Energia Rio Branco, Acre

Esta página disponibiliza informações sobre quais são as fontes renováveis de energia, o crescimento da demanda por energia alternativa renovável e uma lista de empresas e profissionais especializados no assunto na cidade de Rio Branco. Encontre abaixo empresas e profissionais da região de Rio Branco que oferecem diversos produtos e serviços relacionados e ainda esclareça suas dúvidas sobre a energia de biomassa.

Faculdade da Amazônia Ocidental
(68) 2106-8200
etr Dias Martins, 894, Ch Ipê
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
UFAC
(68) 3901-2571
rdv BR-364, 4000, Km 4, Dis Industrial
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Sociedade Educativa Acreana Ltda
(68) 3026-1717
av Getúlio Vargas, 1268, An 2 Sl 202, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Faculdade Barão do Rio Branco
(68) 3213-7070
rdv BR-364, 2000, Km 2, Dis Industrial
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Instituto de Ensino Superior do Acre
(68) 3244-1282
tr Ponta Pora, 100, Capoeira
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
M. S. Pre-vestibular Ltda
(68) 3224-0726
r Venezuela, 658, Cerâmica
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
R. L. P. dos Santos - Me
(68) 3221-2301
r Deodoro,Mal, 236, 2 An, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
SESI - Serviço Social da Indústria - AC
(68) 3212-4200
av Nações Unidas, 3727, Estação Experimental
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
(68) 3223-3678
av Epaminondas Jacome, 1260, Base
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
A F Carneiro
(68) 3224-1946
r Bartolomeu Bueno, 163, Cs, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Energia Alternativa

Além da agroenergia, as fontes renováveis incluem as hidroelétricas, a energia eólica, geotérmica, solar e a energia dos oceanos. Em grande parte, os conceitos de bioenergia e agroenergia se confundem. Pode-se conceituar agroenergia como sendo a bioenergia produzida a partir de produtos agropecuários e florestais.




O cenário de referência da World Energy Outlook (WEO 2000) projeta que a demanda por energia alternativa renovável crescerá 2,3% ao ano, ao longo das duas próximas décadas, portanto, acima do crescimento médio da demanda geral de energia. Excetuando-se a hidroelétrica, a demanda total crescerá em torno de 2,8% ao ano. Entretanto, esta projeção não prevê intervenções de externalidades no mercado, como políticas públicas ou pressões sociais.

O interesse despertado nos anos 90 para uso da biomassa como fonte energética elevou a sua oferta para 55 EJ, na virada do século. A tendência futura transparece nos inúmeros trabalhos de cenarização que apontam a biomassa com uma das principais fontes de energia do século XXI. Hoogwijk et al (2001) analisaram diversos estudos de cenários, dividindo-os em dois grupamentos principais: os cenários com foco na pesquisa (FP) e aqueles que são dirigidos para a demanda (DD). Nos diferentes cenários FP, o potencial da biomassa varia entre 67 e 450 EJ para o período 2025-2050. e para os DD de 28 a 220 EJ, no mesmo período. A participação da biomassa na matriz varia entre 7 e 27%.

A biomassa aparenta ser a maior e a mais sustentável fonte de energia alternativa renovável, composta por 220 bilhões de toneladas de matéria seca anual (aproximadamente 4.500 EJ), pronta para uso energético (Hall & Rao, 1999). Outros autores reduzem o potencial efetivamente sustentável para cerca de 3.000 EJ, donde o valor médio observado nos cenários (270 EJ) é apenas marginal e constitui o que pode ser prontamente aproveitado, com custos competitivos, considerando as barreiras culturais e de portabilidade da energia.

Nos países em desenvolvimento, a bioenergia continuará a ser uma importante fonte na matriz energética. Sem as externalidades do mercado, a crescente urbanização e o aumento da renda per capita, fariam com que a demanda por outras fontes, que não as bioenergéticas, crescesse a taxas maiores. Como resultado, a participação da bioenergia tenderia a reduzir de 24% para 15%, até 2020.

As energias alternativas renováveis têm o potencial técnico de atender grande parte da demanda incremental de energia ...

Clique aqui para ler este artigo em Um Novo Mundo